Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘El Salvador’ Category

El Salvador

Em San Salvador, acabamos ficando em um hotel meio deslocado, por pura preguiça de procurar. Era ok, apesar do banho gelado, já que nao está mais tao calor… E o colchao tivemos que por no chao, pq sem brincadeira que a cama mais parecia uma rede, de tanto que afundava…

Chegamos e logo saimos andando pelo centro, procurando um lugar para almoçar. Mas nao conseguíamos nos localizar para achar a praça central: as referencias do guia nao batiam, cada pessoa dava uma informaçao diferente, as ruas (cheias cheias de carros buzinantes e sem calçadas, pois tomadas por camelôs gigantes…) nao tinham nome… Anaí, faminta e com uma dor de cabeça beirando o insuportável, depois de dois dias de viagem com ar condicionado em ônibus ruim, teve sua primeira crise de nervios da viagem: cidade dos infernos! Só queria sair dali, tipo, San Salvador, ticado, vamos para a próxima! O Pedro, com toda a sua paciência que torna essa parceria possível, decidiu que entraríamos em um taxi e iríamos para um restaurante em uma outra parte da cidade, regiao do Boulevard de Los Heroes, uma parte mais chuchuca da cidade. Assim o fizemos, e comemos um belo prato. Santo remédio! E de quebra o garçom era uma pessoa muito figura e animada, curtidor do futebol brasileiro, politicamente antenado, ficamos conversando e ele nos deu várias dicas, inclusive sobre as praias salvadorenhas.

dsc01144

Decidimos que no dia seguinte nos daríamos um break e iríamos para a playa – afinal, o pacífico nao poderia ficar de fora do nosso roteiro! Mas antes disso, nos nossos caminhos pela cidade, acabamos caindo na Universidade, onde acabamos caindo no Centro Acadêmico do curso de Direito (pois é, por mais que eu fuja…). Conversamos muito com alguns estudantes, em especial o Wil, sobre a situaçao política em E Salvador, na América Latina e Brasil. Percebemos que há uma uniao muito grande da esquerda salvadoreña em torno da candidatura de Mauricio Funes, pelo Frente Farabundo Marti de Libertaçao Nacional (FMLN). As eleiçoes serao em março, e há grande perspectiva de vitória, já que ele está 15 pontos à frente. O outro partido, ARENA, já está no poder há cerca de19 anos no poder. É curioso ver um movimento que um dia foi uma guerrilha transformado em partido político, quase ganhando eleiçoes nacionais – apesar de comum em vários países, algo impensado no Brasil.

Auditório na faculdade de Direito

Auditório na faculdade de Direito

Cartaz em homenagem a Schafik, na faculdade.

Cartaz em homenagem a Schafik, na faculdade.

A economia salvadoreña é dolarizada, o que já nos indicava um atrelamento muito grande com os EUA, mas conversando com esses amigos descobrimos que dos 8 milhoes de cidadaos salvadoreños, 2 milhoes estao nos EUA. Trabalham lá e mandam dinheiro para a família. Muitas pessoas vivem dessas rendas no país, sem trabalhar. O país praticamente nao tem indústria nacional. Imaginem que uma pessoa nos EUA manda dinheiro para uma família de 2 em El Salvador (uma media bastante razoável), isso significa que 3/4 da populacao salvadoreña vive de renda proveniente dos EUA. Mais atrelamento, impossível!!

O nosso bate volta de uma dia na praia foi algo de fundamental – nada como um belo banho de mar para recerregar as energias! Fora que a praia qui é muito bonita, o que de certa forma nos surpreendeu, por estarmos acostumados com a costa pacífica chilena. Areia preta, mas super macia, água clara, árvores. E claro, uma barraca com rede, pescado e cerveza! Delícia!

O ônibus para a praia.

O ônibus para a praia...

A caminho da praia.

O caminho para a praia.

tranquila, tranquila

E enfim, na praia. Tranquila, tranquila

dsc01059

dsc01085

E nao podia faltar a chica do busao...

E nao podia faltar a chica do busao...

De volta a San Salvador, de noite fomos a um festa em solidariedade à Cuba, promovida pela FMLN, para a qual os amigos do direito tinham nos convidado. Comemos um jantar militante que atrasou um tanto para chegar e conversamos com vários salvadoreños, que falaram tudo que a gente tinha que fazer, para onde tinha que ir, e o que tinha que comer… Pena que já íamos embora no dia seguinte…

dsc01123

Com Wil.

Com Nidia Diaz, deputada pela FMLN.

Com Nidia Diaz, deputada pela FMLN.

Foto da guerrilha, ainda na faculdade.
Foto da guerrilha.

Como nosso ônibus era à tarde, aproveitamos a manha para vencer o centro – dessa vez encontramos a plaza central, que tem uma catedral muito bonita, ultra sincretista, com uma temática indígena muito forte. Compramos DVDs (piratas, evidentemente) sobre a história da FMLN, desayunamos, passamos pelo mercado Ex-Cuatel (o primeiro mercado central mais organizado da viagem, com suas artesanias e alto grau de abordagem dos vendedores).

dsc01135

dsc01137

dsc01148

Fomos embora em paz com a cidade, e nos despedindo da nossa parte rali da viagem. Depois de conhecer 5 países em 15 dias, agora vamos conhecer 3 em 30.

Read Full Post »